5 – Futebol

Dando continuidade ao Plano de Gestão, este item mereceu uma página específica. Somos um clube de futebol, nosso negócio é o futebol e tudo aquilo que é extraído dele. Nosso principal ativo é a torcida que temos, ela que define o nosso tamanho. Engajar o torcedor com a nossa marca é um dos nossos objetivos e deve ser uma de nossas missões.

Futebol é negócio. Quem tem a capacidade de comprar, faz a melhor compra (com credibilidade), quem tem disponibilidade para vender, faz a melhor venda (se estiver financeiramente confortável). A máxima da oferta e demanda é a mesma lógica para qualquer negócio e não é diferente no futebol.

Nossas receitas são ordinárias, ou seja, elas surgem da nossa previsão orçamentária, frente à nossa atuação no mercado.

Um dos nossos grandes objetivos é a venda de dois a três atletas por ano. Isso poderá nos proporcionar uma receita de R$ 150 milhões no próximo triênio em virtude a nossa credibilidade, nacional e internacional, de clube formador.


Modelo de Futebol

O CORITIBA QUE QUEREMOS – Um processo em evolução. Resultados administrativos e financeiros irão proporcionar uma nova forma de investimento e consolidação da nossa estratégia. Estamos trabalhando para isso.

Fábrica Coxa-Branca

Com o clube na séria A e as finanças sanadas, poderemos seguir a retomada do investimento nas categorias de base.

Este ciclo já está em andamento e, nos 3 primeiros anos de gestão, foram utilizados mais de 30 atletas formados no clube. Atualmente o Coritiba conta com um elenco de 34 atletas, sendo que 10 vieram da base.

Precisamos continuar este caminho de formação para que nas próximas gestões seja possível manter o alto faturamento com venda de atletas.


Infraestrutura

Apesar dos avanços na primeira gestão, está muito claro para nós que os resultados que sonhamos só virão com mais investimento na infraestrutura do clube.

Precisamos evoluir ainda mais a estrutura do CT e de seus gramados. Sabemos também que estamos defasados em relação ao alojamento dos jogadores da base.

Entendemos que estamos muito próximos de fechar este ciclo e, não fossem as dívidas do passado que nos assombraram, teríamos avançado ainda mais nesta fase do projeto.


Investimento em tecnologia: ciência de dados

O grande salto de qualidade se dará com mais investimento em ciência de dados aplicada ao futebol.

Nossos softwares e sistemas estão compatíveis com os da maioria dos clubes brasileiros mas, para brigarmos sempre na parte de cima da tabela, será necessário mais. Precisamos investir e implementar uma série de sistemas de análise para extrair o máximo de nossos profissionais.


Cultura vencedora

São vários anos que nossa torcida não tem as alegrias que merece. São vários anos dependendo de um jogador, de um cobrador de faltas, de um ídolo do passado ou aguardando um dirigente salvador da pátria que nunca existirá.

Em nosso quarto ciclo, focaremos exclusivamente no futebol. É neste ciclo que vencer voltará a ser o hábito da nossa torcida, jogadores e colaboradores.

FUTEBOL PROFISSIONAL

A formação do elenco profissional deve seguir com os parâmetros adotados nos últimos três anos, incluindo o cumprimento do orçamento e a priorização das categorias de base.

FUTEBOL DE BASE

FUTEBOL FEMININO